Notícias
Cidade

Diagnóstico

Núcleo se reúne com legislativo afim de coletar dados

18/01/2023 ás 09:52:00

Assessoria
Fonte: Assessoria
Foto por: Assessoria

Encontro aconteceu no gabinete da presidência

Membros do Núcleo de Apoio da Associação Mato-grossense dos Municípios – AMM, estiveram reunidos na manhã desta terça-feira (17/01) com vereadores e com o setor jurídico da Câmara Municipal de Nossa Senhora do Livramento afim de coletarem dados para diagnosticarem o que a Casa Legislativa papa-banana tem, o que deve se adequar ou até mudar em termos de leis para elaboração e construção do Plano de Trabalho e procedimentos de adesão do município ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar e de Pequeno Porte – Susaf. Se implantado, o sistema deverá garantir a comercialização de produtos de origem animal da agricultura familiar livramentense em todo Estado, e de origem vegetal, em todo território brasileiro.

Além da AMM, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) também é parceira na ação que visa auxiliar 14 municípios da Baixada Cuiabana, dos quais 13 compõem o Consórcio Vale do Rio Cuiabá, onde o prefeito de Nossa Senhora do Livramento, Silmar de Souza, preside a agremiação.

A gerente do Núcleo de Apoio, Nathacha de Carvalho Luiz, explicou de maneira serena sobre como se dá o processo para elaboração do Susaf. “Desde ontem estamos visitando todos entes envolvidos nessa ação para explicar sobre o processo e como ele deve ser construído. Ontem reunimos com vários representantes do segmento político, entidades governamentais, sindicatos, associações, produtores, entre outros. E, hoje estamos aqui para colhermos informações. Trata da fase de diagnóstico. Hoje também coletaremos informações na Secretaria de Educação, na Saúde, na Vigilância Sanitária, entre outros. Entretanto, neste momento, queremos saber de vocês em termo de legislação”.

De acordo com Nathacha é necessário saber sobre as normativas do município, como leis aprovadas, do comprometimento dos vereadores para aprovação de novas leis, caso necessário, “porque para se entrar no Susaf deve no mínimo respeitar paramentos administrativos e jurídicos”, completou.

Após questionarem e obterem as respostas desejadas, os vereadores se posicionaram prontamente em adequar e até se criar leis capazes de auxiliar na elaboração do Susaf em Livramento. “Esta casa vai ser parceira nessa conquista de tão grande importância para os nossos produtores e para nossa economia”, garantiu a presidente da Casa, vereadora Leila Mello, que esteve acompanhada na reunião dos demais parlamentares Junior Taques; Oneide Maria; Fabiano Sebastião; professor Manoelzinho, as advogadas Larissa Laura e Daniela Vicente, e a secretária Carlinda Trigueiro.      

Compartilhe esta notícia!